Meu filho cresce enquanto eu trabalho

February 7, 2017

 

Hoje eu quis tirar alguns minutos para escrever sobre este tema. Para compartilhar esta verdade! Seu filho cresce enquanto você trabalha! E cresce também enquanto você brinca com ele, cresce enquanto ele estuda, cresce quando você está perto e quando você está longe. Cresce a cada segundo! Fato!

 

Sei que em meio a isso há uma questão paralela referente ao tempo e atenção que você quer dar ao seu filho. Isto porque quando nos tornamos pais e mães algo muda radicalmente em nós. É uma derrota humilhante para o egoísmo, pois nos tornamos pessoas melhores do que éramos antes, olhamos além de nós de uma forma muito mais expressiva que a que já ocorrera quando nos casamos. Isso é uma dádiva! Mas este mesmo amor, expresso também como zelo, dói muito e provoca um medo enorme de não estar à altura do desafio.

 

Meu filho está com 13 anos, pelo que vejo logo estará mais alto que eu. Eu e minha esposa o adotamos quando ele tinha 2 meses e 15 dias. Me lembro quando eu pegava ele no meu braço direito, a cabeça na palma da minha mão e os pés se quer alcançavam meu cotovelo. Na ocasião eu pensava: quero aproveitar cada fase da vida dele. E tenho aproveitado! Talvez não da melhor forma, não do jeito que eu queria, mas aproveitei. Na medida do possível, reavaliei e me organizei para dar o meu melhor. Cada fase tem seu gosto especial, a fragilidade do bebê, as primeiras palavras, passos, dia na escola, apresentação de fim de ano,... Foi demais ver como a cada dia ele reduzia a dependência e aumentava a interação comigo e com minha esposa. Isso é espetacular e deve ser vivido sempre nesta ótica de que cada fase tem a sua magia.

 

Mas houve momentos em que me angustiei profundamente. Na exigência da vida, não só o tempo do trabalho, mas as capacitações, responsabilidades, emergências fora do expediente normal e outras coisas, eu me perdi algumas vezes. Quando eu era gestor da T.I. do maior hospital da minha cidade, eu recebia ligações 24x7. Na ocasião, aos 3 anos de idade, meu filho me imitava andando pela casa com o telefone no ouvido - como eu fazia com frequência - e dizia que eu prometia brincar com ele, mas que eu queria somente “o telefone”. O próximo trabalho foi em outra cidade, quase sempre eu o via dormindo quando saía de madrugada e quando chegava tarde da noite. Numa rotina que tinha 4h30 só de traslado. Hoje tenho mais tempo para ele e vejo que ainda há muito o que aprender. Ele tem 17 primos em uma família grande, mas muito unida. Onde muito se compartilha quanto ao que deu e o que não deu certo. Fui aprendendo alguns fatos que gostaria de compartilhar:

 

Você agora tem um filho

Embora seja uma responsabilidade, ele não é um peso, é uma dádiva e alguém que não somente precisa, mas quer estar com você! Aproveite essa oportunidade mágica da melhor forma possível!

 

O Seu filho cresce o tempo todo

Como eu já havia dito, quando você está longe e quando você está perto. Não se cobre de estar em tudo, mas esteja lá quando ele precisar.

 

Descubra seu ponto de equilíbrio

Tenha cuidado para não achar que só será um bom pai, ou boa mãe, se estiver 24x7 com seu filho. Isso não é verdade e não é saudável! Como tudo na vida: nem 8, nem 80!

 

Quantidade x Qualidade

Mais vale a qualidade do tempo que sua quantidade, disso você já sabe! Mas preste bastante atenção: uma quantidade mínima é necessária para que haja qualidade.

 

Seu filho é seu filho, ele não é filho do seu dinheiro

Ele pode te pedir muitas coisas, mas no futuro não lembrará dos presentes que você pôde comprar e sim dos momentos que vocês tiveram juntos.

 

Entenda quem são os donos do seu tempo

Você pode sim se organizar para estar mais tempo com seu filho. Tenha clareza do que ocupa seu tempo. Por exemplo, você precisa de um tempo para você, para as suas coisas, mas quando mensagens do WhatsApp, fotos do Facebook e vídeos do Youtube se tornam mais importantes que seu filho, algo está muito errado!

 

A César o que é de César

Dê a César o que é de César, a Deus o que é de Deus, e a seu filho o que é do seu filho! Você precisa ter muito claro o tempo que destinará a cada coisa da sua vida e o motivo que tem para ter definido este tempo desta forma! E nunca esqueça que dentro do entendimento de seu filho, considerando a idade dele, esta mesma clareza precisa ser oferecida a ele.

 

Entenda como está hoje e se coloque em ação

Se o tempo que você dá ao seu filho hoje te incomoda comece a agir agora mesmo com planejamento e maturidade! Busque o equilíbrio! Você não precisa deixar de trabalhar, talvez não consiga estar em todos os momentos marcantes da vida do seu filho, mas também não vai querer ter a decepção de olhar para trás e ver que não participou da vida dele. Tome as rédeas dessa situação agora, o tempo não volta atrás!

 

Organize-se, planeje e defina sendo o protagonista da sua história! E responda para você mesmo: Quais são as histórias que você quer criar com seu filho para ouvi-lo contar aos filhos dele?

 

Eu desejo a você a felicidade que um pai, uma mãe e um filho têm direito!

 

 

Gostou do artigo? Copie o link ou use os botões abaixo e compartilhe na sua rede social preferida. Se preferir, marque as pessoas com quem você se importa ou mesmo envie pelo WhatsApp. Vamos espalhar o bem!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts

Recomeçar no mercado

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 5, 2019

October 29, 2019

October 1, 2019

September 17, 2019

Please reload

Arquivo